11. Se a predestinação é absoluta, quer dizer então que Deus predestina não só a crer e a não crer, mas também a ser (entre quem crê) um dos terrenos descritos em Mateus 13, ou isso depende de nós? Ultimamente reflectindo sobre a predestinação estou tendo também outras dificuldades, por exemplo outrora quando olhava as pessoas pela rua, grandes e pequenos, via pecadores que Deus queria salvar, agora ao contrário me entristeço porque os vejo divididos em duas categorias: pessoas grandes e pequenas que estão predestinadas a não serem salvas, e outras a serem salvas. Em suma, se tivesse que falar-lhes do Senhor, não conseguiria mais dizer-lhes que o Senhor os ama, porque não sei se o Senhor os ama verdadeiramente e os escolheu para serem salvos. O mesmo acontece quando o pastor diz do púlpito que Deus amou o mundo ao ponto de dar Jesus e quer salvar o maior número de homens possível; volta sempre aquele pensamento da predestinação. Como podes ver, me sinto confuso.

 

Eu não ensino que a predestinação é absoluta, no sentido que não ensino a doutrina calvinista ‘uma vez salvo, salvo para sempre’ porque admito que um verdadeiro crente possa cair da graça e ir para a perdição. Coisa esta que é confirmada pelas palavras de Jesus: "Os que estão sobre a pedra são os que, ouvindo a palavra, a recebem com alegria; mas estes não têm raiz, apenas crêem por algum tempo, mas na hora da provação recuam" (Lucas 8:13). Segundo o escritor aos Hebreus, estes recuam para a perdição (cfr. Hebreus 10:39). É evidente que estes recuam porque querem recuar. Isto to posso dizer com absoluta certeza. Como te posso dizer com certeza que haverão destes crentes enquanto o Evangelho for pregado às pessoas. O que não sei dizer-te é por que Deus permite que estes que creram recuem. Isto parece contradizer o propósito de Deus segundo a eleição, me dou conta disso, mas nós devemos aceitar também aquelas partes do conselho de Deus que não nos são completamente claras e não só aquelas partes que são claras. Seja como for, isto não deve despertar em ti nenhuma preocupação, Deus permanece bom e santo em todo o caso. Procuremos perseverar na fé até ao fim, como nos ordena fazer a Palavra de Deus. Depois naquele dia teremos a resposta para os muitos porquês a que aqui sobre a terra não conseguimos dar uma resposta.

O facto de Deus ter misericórdia de quem quer e endurecer quem quer jamais te deve levar a não crer ou pôr em dúvida o amor de Deus pelo mundo porque a Palavra de Deus diz que Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Jesus sabia muito bem que nem todos os Israelitas creriam n`Ele porque Deus teria misericórdia só de um resto de Israel, no entanto Ele pregou o Evangelho da graça aos Israelitas exortando os homens a se arrependerem e a crer no Evangelho. Ele é o exemplo que nós devemos seguir. Olha, dou-te um conselho, faz como eu que quando falo do Senhor aos perdidos lhes falo como se a salvação dependesse deles e a predestinação não existisse. Eu semeio a Palavra, sabendo que é Deus que faz crescer a Palavra e que Ele fará crescer a Palavra só em certos corações. Eu faço o meu dever, depois seja feita a vontade de Deus. Em todo o caso, o que Deus fará irá bem.

 

 

Índice