10. Alguma vez existiram e ainda existem crentes que perderam a salvação? 

 

Sim, existiram e ainda existem semelhantes crentes.

Para confirmação disto há as seguintes palavras do escritor aos Hebreus: "Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição…" (Heb. 10:38-39). Como se pode ver no tempo em que foi escrita essa epístola haviam daqueles que recuavam para a perdição. A Escritura não diz que recuavam e depois voltavam para o Senhor, mas que recuavam para a perdição. Haviam portanto justos que viviam por fé por algum tempo, e depois recuavam e iam para a perdição, como aliás há também agora. Alguns dizem que aqui não se fala de verdadeiros crentes, de verdadeiros justificados, mas isso não se pode dizer porque pouco antes se fala do justo que viverá pela sua fé. E por qual fé se pode viver mesmo se só por algum tempo? Não é porventura a recebida de Deus? Não é a mesma fé que temos nós? Certamente, a mesma.

E ainda para confirmação disto há também estas palavras de Pedro que falando dos falsos doutores que haverão no meio de nós diz que  "negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição" (2 Ped. 2:1); porquê? E diz também que são "como criaturas irracionais, por natureza feitas para serem presas e mortas" (2 Ped. 2:12) e que para eles "está reservado o negrume das trevas" (2 Ped. 2:17), pergunto ainda, porquê? É evidente a razão, porque estes são daqueles que recuam para a perdição. Eles tinham sido verdadeiros crentes por algum tempo mas depois tinham negado o Senhor, de facto deles está dito: "Deixando o caminho direito, erraram…. porquanto se, depois de terem escapado das contaminações do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos ….melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado" (2 Ped. 2:15, 20-21). Note-se muito bem que Pedro diz que eles tinham estado no caminho direito, escaparam das contaminações do mundo pelo conhecimento de Cristo, tinham conhecido o caminho da justiça, tinham recebido o santo mandamento. Mas a certa altura se desviaram e para eles já não há mais alguma esperança de voltar para o Senhor.

Mas por que razão todos estes não podem mais voltar para o Senhor? Porque cometeram o pecado para a morte que é aquele pecado que consiste no abandono da fé, e do qual é impossível se arrependerem de novo. Como diz bem o escritor aos Hebreus destes: "É impossível que...sejam outra vez renovados para arrependimento; visto que, quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao vitupério" (Heb. 6:6).

 

 

Índice