3. Em que consiste o novo nascimento de que falou Jesus a Nicodemos?


Consiste numa regeneração espiritual que acontece no indivíduo quando este se arrepende dos seus pecados e crê com o seu coração que Jesus Cristo morreu pelos nossos pecados e ressuscitou para a nossa justificação. Esta regeneração acontece por meio da água que simboliza a Palavra de Deus e pelo Espírito Santo.

Pelo que concerne à obra feita pela Palavra de Deus, o apóstolo Pedro diz aos santos: "Fostes de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre " (1 Ped. 1:23), onde por Palavra de Deus se entende o Evangelho. E Tiago confirma isto dizendo que Deus nos gerou segundo a sua vontade "pela palavra de verdade" (Tiago 1:18).

Pelo que concerne à obra do Espírito Santo deve ser primeiro tido presente que é o Espírito que convence o homem do pecado, da justiça e do juízo (cfr. João 16:8), e que dado que Ele é vida no momento em que vem habitar naquele que crê traz a vida espiritual. E aqui é preciso precisar que o Espírito entra no crente no momento em que crê e não quando posteriormente é batizado com o Espírito Santo porque neste segundo caso o crente é cheio de Espírito Santo, ou seja, recebe uma medida maior de Espírito Santo do que quando tinha crido.

Esta regeneração espiritual pode também ser definida uma ressurreição espiritual porque quem a experimenta deixa de estar morto nas suas ofensas e nos seus pecados, e torna-se um indivíduo espiritualmente vivo (cfr. Ef. 2:1-6).

Esta regeneração leva o homem a ver as coisas de uma maneira diferente da anterior, os seus desejos mudam, os seus objectivos na vida também e, por conseguinte, muda também o seu comportamento que se torna santo, justo e bom. O crente regenerado deixa de pôr os seus membros ao serviço do pecado, e os começa a apresentar ao serviço da justiça para honrar desta maneira o seu Salvador, para dar fruto para Deus e não mais para a morte como fazia antes com a sua conduta depravada. Eis por que Paulo diz aos Coríntios: "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo" (2 Cor. 5:17).

Quando se verifica esta regeneração num homem, ela não passa despercebida. Ela é bem visível para todos, crentes e não crentes. E enquanto provoca alegria naqueles que já são nascidos de novo, provoca desdém, desgosto, vergonha naqueles que conhecem o ‘renascido’ e ainda estão mortos nos seus pecados.

 

 

Índice