2. O que significa 'a letra mata, mas o Espírito vivifica'?


Para compreender bem o significado desta expressão de Paulo é preciso ler as palavras que a precedem que são as seguintes: "Mas a nossa capacidade vem de Deus, o qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo pacto, não da letra, mas do espírito...." (2 Cor. 3:6). Portanto quando Paulo fala da letra se refere ao antigo Pacto, ou melhor, ao mandamento do Antigo Pacto que embora fosse para dar vida resultou em morte porque diz ainda Paulo: "O pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou" (Rom. 7:11). Isto porque o mandamento da lei é a força do pecado (cfr. 1 Cor. 15:56), ou seja, é a coisa que faz o pecado excessivamente maligno (cfr. Rom. 7:13), sem ele o pecado estaria morto (cfr. Rom. 7:8). Se explica assim por que Paulo chama o antigo Pacto "o ministério da morte" (2 Cor. 3:7). Ora, se a letra se refere ao antigo Pacto o Espírito se refere ao Novo Pacto, ou melhor, às palavras de Cristo que são espírito e vida conforme disse o próprio Jesus: "O espírito é o que vivifica , a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida" (João 6:63), e que em vez de morte dão a vida, ou seja, vivificam aqueles que vivem no pecado.

 

 

Índice