7. O que significa que o dia do Senhor virá como vem o ladrão de noite (cfr. 1 Tess. 5:2)? 


Significa que esse dia para aqueles que andam nas trevas, isto é, para os filhos deste século, virá de improviso, e de modo nenhum escaparão. Disse para aqueles que andam nas trevas, porque os filhos da luz, isto é, os filhos de Deus, não serão surpreendidos por esse dia como por um ladrão de noite. Os filhos da luz, com efeito, vigiam e oram na espera desse dia, o esperam com paciência porque sabem que Jesus Cristo falou dele, mesmo se Ele não disse nem o dia e nem a hora da sua volta. Jesus porém disse quais são as coisas que precederão esse dia, pelo que os crentes estão nitidamente em vantagem sobre os incrédulos porque sabem as coisas que devem suceder antes desse dia. Daqui a exortação de Jesus: "Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima" (Lucas 21:28), e: "Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto" (Lucas 21:31).

É óbvio que se um crente deixa de vigiar e de orar, também sobre ele o dia do Senhor virá como um ladrão porque também ele se encontrará a andar nas trevas como todos os demais, isto é, a dormir como os demais. Eis por que Paulo nos diz: "Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas. Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios; Porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embebedam, embebedam-se de noite. Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele" (1 Tess. 5:4-10).
Vigiemos pois e sejamos sóbrios, não nos demos a glutonarias e bebedeiras, nem a impudicícias e dissoluções, e não nos deixemos carregar dos cuidados da vida, para que aquele dia não nos sobrevenha de improviso como um ladrão de noite. Nós sabemos que o Senhor virá e que esta sua vinda está próxima, o facto de não sabermos nem o dia e nem a hora não nos preocupa mas nos leva a vigiar e a orar para sermos achados prontos pelo nosso Senhor quando ele voltar do céu.

 

 

Índice