36. Por que Jesus Cristo quando enviou os doze a pregar ordenou-lhes não ir aos Gentios e nem entrar em cidade de Samaritanos?


A razão foi porque o Reino de Deus antes de tudo devia ser pregado aos Judeus, e depois num segundo tempo aos Gentios e aos Samaritanos .

O próprio Jesus um dia quando uma mulher pagã, siro-fenícia de nação, lhe rogou que expulsasse de sua filha um demónio disse aos seus discípulos que ele não tinha sido enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel (cfr. Mat. 15:24), portanto não aos Gentios ou aos Samaritanos, mas só aos Judeus. A sua missão era uma missão ao povo de Israel, e portanto consequentemente também os seus apóstolos que estavam com ele, deviam ater-se ao mandato que ele tinha recebido do seu Pai. Mandato este confirmado por Paulo aos Romanos quando diz que "Cristo foi feito ministro da circuncisão, por causa da verdade de Deus, para confirmar as promessas feitas aos pais" (Rom. 15:8).
Tratou-se portanto de uma questão de tempo porque não era ainda chegado o tempo em que o Evangelho devia ser pregado abertamente aos Gentios. Este tempo chegou primeiro com o apóstolo Pedro que em Jerusalém disse que já há muito tempo Deus o elegeu dentre os irmãos  para que os gentios ouvissem da sua boca a palavra do Evangelho e cressem  (cfr. Actos 15:7), e estes Gentios nós sabemos foram Cornélio, os da sua casa e os seus parentes e os seus amigos íntimos que eram todos Gentios (cfr. Actos 10:1-48). Mas sobretudo chegou em larga escala com Paulo que foi constituído por Cristo, apóstolo e doutor dos Gentios e que foi enviado pelo próprio Cristo aos Gentios quando lhe apareceu no caminho de Damasco: "Mas levanta-te e põe-te sobre teus pés, porque te apareci por isto, para te pôr por ministro e testemunha tanto das coisas que tens visto como daquelas pelas quais te aparecerei ainda; livrando-te deste povo, e dos gentios, a quem agora te envio, para lhes abrires os olhos, e das trevas os converteres à luz, e do poder de Satanás a Deus; a fim de que recebam a remissão de pecados, e herança entre os que são santificados pela fé em mim" (Actos 26:16-18), disse Jesus a Paulo.
Pelo que concerne aos Samaritanos é verdade que aos dias de Jesus muitos Samaritanos da cidade de Sicar por causa do testemunho da mulher samaritana creram nele, mas a pregação do Evangelho aos Samaritanos começou com o evangelista Filipe na cidade de Samaria (cfr. Actos 8:5-13), e depois foi prosseguida pelos apóstolos Pedro e João que evangelizaram muitas aldeias dos Samaritanos (cfr. Actos 8:25).

 

 

Índice