27. Jesus disse que Moisés escreveu dele (cfr. João 5;46), mas onde na lei Moisés escreveu de Jesus Cristo?  


Moisés escreveu de Jesus Cristo quando escreveu da descendência de Abraão na qual todas as nações seriam benditas (cfr. Gen. 12:3; 22:18), essa descendência de facto, como explica Paulo, é Cristo Jesus (cfr. Gal. 3:16) porque n`Ele todos aqueles que crêem são benditos com o crente Abraão visto que são justificados dos seus pecados (cfr. Gal. 3:8-9)

Moisés escreveu de Jesus Cristo quando escreveu: "Do meio de seus irmãos lhes suscitarei um profeta semelhante a ti; e porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que eu lhe ordenar. E de qualquer que não ouvir as minhas palavras, que ele falar em meu nome, eu exigirei contas" (Deut. 18:18-19). Estas palavras da lei foram citadas pelo apóstolo Pedro em relação a Jesus na sua pregação aos Judeus em Jerusalém pouco depois de ter curado aquele homem coxo de nascença que estava à porta do templo chamada ‘Formosa’ para pedir esmolas (cfr. Actos 3:22-23).
Moisés escreveu de Jesus também quando escreveu do maná caído do céu, da rocha de que saiu água, do Sumo Sacerdote e das suas funções, dos sacrifícios pelo pecado que deviam ser oferecidos, e da Páscoa, porque todas estas coisas prefiguravam de uma maneira ou de outra o Messias que viria para salvar o povo dos seus pecados. Certamente as referências ao Messias presentes na lei estão bastante veladas, mas existem e não se podem negar.
Os Judeus que põem a sua esperança em Moisés portanto são inescusáveis porque também Moisés preanunciou a vinda de Jesus Cristo, do Ungido de Deus de várias maneiras. Mas para eles tudo isto está encoberto, de facto, quando lêem a lei de Moisés, Paulo diz, um véu está posto sobre o coração deles (cfr. 2 Cor. 3:15), mas prossegue ainda Paulo "quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará" (2 Cor. 3:16).

 

 

Índice