18. Se Jesus era Divindade como pôde ficar triste até à morte (cfr. Mat. 26:38)?    


Pôde ficá-lo porque te deves lembrar, irmão, que Jesus Cristo era também um homem e não só Deus. Jesus era feito de carne e osso, tinha sangue que corria nas veias, comia, bebia como os outros homens, dormia, se cansava e por aí fora. Mas também te direi uma outra coisa, a saber, que Jesus TEVE QUE padecer essa tristeza mortal, porque Deus tinha preestabelecido aperfeiçoar o autor da nossa salvação precisamente por via de sofrimentos (cfr. Heb. 2:10) de maneira que agora "naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados" (Heb. 2:18).

Em outras palavras foi necessário que Jesus padecesse também essa tristeza mortal para tornar-se o fiel Sumo Sacerdote que Ele é, capaz de compadecer-se de nós em qualquer aflição que nos encontremos ou venhamos a nos encontrar, mesmo na mais grave e profunda (cfr. Heb. 4:15). E de facto nós temos um Sumo Sacerdote que nos percebe, que sabe o que significa sofrer, que sabe o que significa estar triste porque ele mesmo esteve triste.
Assim pois também essa tristeza mortal que o Filho padeceu no Getsêmani a padeceu pelo nosso bem. A ele seja a glória agora e eternamente. Amen.

 

 

Índice