17. Que querem dizer as palavras do salmo segundo: "Tu és meu Filho, hoje te gerei"? Porventura que o Filho de Deus não existiu sempre? 


Não, de modo nenhum, doutra forma Jesus Cristo não teria podido dizer: "Antes que Abraão existisse, eu sou" (João 8:58).

Para compreender o significado dessas palavras é preciso ler todo o contexto em que são citadas pelo apóstolo Paulo na pregação que fez em Antioquia da Pisídia. Eis as palavras de Paulo: "Mas Deus o ressuscitou dentre os mortos. E ele por muitos dias foi visto pelos que subiram com ele da Galiléia a Jerusalém, e são suas testemunhas para com o povo. E nós vos anunciamos que a promessa que foi feita aos pais, Deus a cumpriu a nós, seus filhos, ressuscitando a Jesus; como também está escrito no salmo segundo: Meu filho és tu, hoje te gerei" (Actos 13:30-33). Como podes ver, Paulo cita essas palavras do Salmo segundo em relação à ressurreição dentre os mortos de Jesus Cristo, esse pois é o dia em que foi gerado o Filho de Deus, ou melhor, em que como diz Paulo, ele "com poder foi declarado Filho de Deus segundo o espírito de santidade, pela ressurreição dentre os mortos" (Rom. 1:4). Sim, porque esse ‘gerado’ não significa mais do que "declarado Filho de Deus com poder". Portanto, maneja bem a Palavra de Deus, a fim de não ficares confundido.

 

 

Índice