4. Jesus ressuscitou fisicamente ou espiritualmente?


A Escritura ensina que Jesus Cristo ressuscitou corporalmente em outras palavras que ele retomou o seu corpo com que tinha morrido na cruz e que tinha sido posto no sepulcro. Obviamente o corpo com que ele ressuscitou e com que apareceu aos seus discípulos era diferente do anterior porque era imortal, incorruptível e glorioso (e para demonstração disto há o facto de Jesus se apresentar no meio dos seus discípulos estando as portas fechadas portanto passando através das paredes da habitação onde eles estavam naquele momento); mas esse corpo permanecia contudo ainda o seu corpo. De facto, quando Jesus apareceu aos seus discípulos e estes pensavam estar a ver um espírito ele disse-lhes: "Por que estais perturbados, e por que sobem tais pensamentos aos vossos corações? Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho" (Lucas 24:38-39). Notai como Jesus disse não ser um espírito porque um espírito não tinha carne e ossos como ele, pelo que os convidou a tocá-lo. Mas além do facto de os seus discípulos o poderem tocar, há o facto de nesse corpo haverem os sinais dos pregos e o sinal da lança no seu lado, coisa muito importante esta, direi fundamental; esses sinais no seu corpo ressuscitado confirmam a sua ressurreição corporal.

E depois, eu digo, se Jesus não tivesse retomado o seu corpo como teriam podido cumprir-se as palavras proféticas de Davi: "E ainda a minha carne há de repousar em esperança" (Actos 2:26)? Não pensais vós que teria sido um contra-senso para Deus dizer que a carne do corpo do Messias repousaria em esperança e depois aquele seu mesmo corpo não sair imortal e glorioso do sepulcro em que tinha sido posto? De que esperança se trataria aquela que o Cristo teria tido a propósito da sua carne, se esta depois não fosse por ele retomada? De uma esperança falsa e ilusória. Mas não, daquela esperança o Messias viu o cumprimento porque a sua alma não foi deixada no Hades e o seu corpo não viu a corrupção, de facto, ao terceiro dia Ele ressuscitou, ele retornou com a sua alma àquele corpo traspassado mas desta vez aquele corpo era imortal e glorioso. 

E ainda, quero dizer isto: 'Se a ressurreição não tivesse sido corporal, como teria podido Jesus destruir a morte?' Não teria podido, porque quando sobreveio a morte física aconteceu uma separação da alma de Jesus do seu corpo, pelo que o corpo digamos que num certo sentido foi 'perdido', portanto para que a morte fosse vencida era necessário que a alma do morto Jesus voltasse àquele corpo de que se tinha separado; em outras palavras que Jesus recuperasse o seu corpo. E assim aconteceu; sim foi isto que aconteceu na sua ressurreição, por isso nós agora proclamamos que Jesus Cristo destruiu a morte. 

Cuidai pois irmãos de vós mesmos e guardai-vos de todos aqueles que duma maneira ou doutra negam a ressurreição corporal de Jesus; eles mentem contra a verdade. A ressurreição corporal de Jesus é parte do plano da redenção divina porque Paulo diz que Jesus Cristo "ressuscitou para nossa justificação" (Rom. 4:25); anulá-la significa anular a redenção feita por Cristo por amor de nós. Dizer, de facto, que Jesus não ressuscitou corporalmente significa implicitamente negar a sua ressurreição, porque não existe uma ressurreição espiritual, uma tal ressurreição não se pode chamar ressurreição. Portanto, irmãos continuai a proclamar a ressurreição de Cristo, e a defendê-la dos ataques daqueles que seduzidos pelo diabo a negam.

 

Índice