Peter Popoff: os seus enganos e as suas riquezas

  

 

 

 

Este serviço jornalístico investigativo feito por Inside Edition e transmitido em Fevereiro de 2007 fala de Peter Popoff, um pregador pentecostal que há vinte anos teve que declarar falência porque – como veremos – alguém descobriu e revelou ao mundo que os seus métodos com que pretendia curar as pessoas eram inequivocamente fraudulentos, que voltou a pregar e a fazer negócio usando-se do Evangelho.

A parte mais interessante do vídeo é aquela em que é mostrado de maneira indiscutível como este senhor Popoff enganava as pessoas, crentes e não crentes. Ora, durante as suas reuniões ele parecia conhecer tudo das pessoas que iam às suas reuniões, inclusive os seus problemas físicos. Ele afirmava que era Deus que lhe revelava todas essas coisas, e muitos acreditavam nisso. Mas um dia um certo James Randi, que não é um crente mas se propôs desmascarar os impostores, que faz? Vai, levando consigo um scanner de rádio frequências, a algumas reuniões realizadas por Popoff e com ele intercepta uma radiotransmissão. Era a voz da mulher de Popoff, que comunicava electronicamente a seu marido através de um pequeno auricular nome e cognome das pessoas, o endereço de casa delas, e até as doenças que tinham. A mulher Elizabeth pedia estas informações às pessoas quando estas chegavam ao lugar onde se realizava a reunião, e depois fazia saber as coisas ao seu marido. No vídeo a certa altura ouve-se a mulher dizer para Popoff: ‘Estou a falar contigo. Ouves-me? Se não me podes ouvir estás em apuros.’ E depois ouve-se que a mulher lhe diz:Jodi Dean, Jodi Dean.’ E vê-se ele que diz à multidão, ‘Jodi Dean, Jodi Dean.’ E depois sua mulher lhe diz, ‘Deve estar à tua direita. Ok. Ela vive na rua Masterson no número 4267.’ Então vê-se esta mulher (idosa, vestida com um vestido azul) que vai ter com Popoff e quando está diante dele, Popoff lhe diz: ‘Tu moras na Rua Masterson no número 4267!’ E ela diz que sim. Então ele lhe diz, ‘Vejo os anjos de Deus ao redor da tua casa!’  

Depois no vídeo é mostrado como os negócios vão bem para Popoff, porque em 2005 o seu ministério encaixou mais de 23 milhões de dólares, ele ficou com 600.000 dólares para si mesmo e cerca de outro tanto para a sua mulher e os seus dois filhos, guia um Porche que custa 100.000 dólares e vive numa vivenda estimada em 2.1 milhões de dólares. Mas – pergunta o jornalista Matt Meagher – de onde vem todo este dinheiro para fazer esta vida luxuosa?’ Bem, diz ele, aqueles que vêem os programas de Popoff são encorajados a encomendar a sua água viva milagrosa gratuita. Mas é realmente gratuita esta água? O jornalista então diz: ‘A água milagrosa chegou a nós com um pequeno envelope contendo sal sagrado do Mar Morto que devo deitar sobre um cheque de 27 dólares e enviá-lo a Popoff (mas que os de Inside Edition constataram ser simples sal que se pode obter numa loja onde se vendem pratos já preparados ou num restaurante fast-food) Quanto à água viva milagrosa, devo bebê-la no espaço de 5 dias e serei abençoado com riquezas. Naturalmente – diz o jornalista – primeiro devo enviar-lhe um outro cheque.’ Vê-se depois Popoff que diz:Vedes, esta é água salgada que comunica poder, se obedecerdes às instruções do profeta de Deus’ que naturalmente seria ele. Depois, vê-se um casal de pessoas (o marido é um deficiente), que enviou milhares de dólares para Popoff (tomaram dinheiro emprestado dos seus parentes dizendo-lhes que tinham que pagar as suas facturas mas depois o enviaram para Popoff): a mulher entrevistada diz que pensava que seguramente Deus veria a sua dor e os abençoaria, e depois reconhece que foi mesmo uma estúpida ao enviar-lhe esse dinheiro.

Depois o vídeo termina com a tentativa do jornalista de Inside Edition de entrevistar Popoff; aproxima-se dele quando está a entrar no seu Porche, e lhe pede, ‘Somos de Inside Edition, e queríamos fazer-lhe algumas perguntas sobre o seu ministério!’ Mas Popoff tenta fechar a porta e entala o jornalista entre a porta e o carro ao que este se lamenta dizendo, ‘Está a entalar-me!’ ao que Popoff se desculpa, e depois o jornalista lhe pergunta: ‘Como pode justificar o facto de tomar todo este dinheiro de pessoas que estão desesperadas?’ Ao que Popoff lhe diz, ‘Pode por favor afastar-se?’ O jornalista pergunta-lhe então se está disposto a falar com eles mais à frente, mas ele responde com um seco ‘não’. E vai embora com o seu Porche.

Que dizer? Nos encontramos diante de um outro impostor, um outro vigarista, disfarçado de servo de Cristo. Guardai-vos dele.

Para quem compreende o inglês recomendo ler este artigo sobre o tipo de vida de alguns dos mais conhecidos pregadores americanos.

http://www.inplainsite.org/html/tele-evangelist_lifestyles.html

Lê o meu escrito que confuta a mensagem da prosperidade.

 

Índice