Nancy Harmon, John Avanzini, Howard Browne e Kenneth Copeland e Dennis Bennett

  

 

 

 

Nancy Harmon (que no seu site se define Evangelista, Professora, Escritora, e Compositora) durante um programa musical conta um facto que lhe aconteceu, em que ela estava do lado de fora de um local de culto com outras pessoas e preparavam-se para ir para casa de uma pessoa quando uma moça que estava com eles caiu ao chão e então alguns a levantaram do chão e a levaram para o seu carro enquanto gritava e então ela se aproximou da moça e não sabendo exactamente o que tinha acontecido – diziam apenas que o seu pé tinha sido pisado pelo carro – pegou no seu pé e começou a falar em línguas e disse: ‘Em nome de Jesus sê curado pelo poder de Deus’ e depois enquanto conta o episódio ela se põe a falar em línguas e diz, ‘Eu não me envergonho do Espírito Santo, gente, não sei vós, mas eu não me envergonho do Espírito!’ Mas quando alguma vez enquanto se fala com um outro crente contando-lhe uma obra de Deus se pode começar a falar em línguas? Que edificação pode receber o nosso interlocutor dado que não percebe o que dizemos? Não constitui porventura tudo isto um falar para o ar?

John Avanzini, conhecido televangelista americano e incansável pregador da mensagem da prosperidade (entre outras coisas ensina que a túnica que Jesus usava era um tipo de túnica que usavam os reis e os ricos mercadores, e que Jesus tinha uma bela e grande casa, e além disso que tinha muito dinheiro porque tinha um tesoureiro), enquanto prega sobre o baptismo com o Espírito Santo e o sinal das línguas que segue imediatamente o baptismo conta como ele recebeu o baptismo com o Espírito. Estava numa igreja e todos estavam a falar em línguas (e ele começa a proferir palavras estranhas para fazer compreender isto) e tudo o que ele tinha dentro de si era uma pequena palavra, ou seja,Puki pu. Puki pu.’ Então ele disse,Deus, se eu disser ‘Puki pu’ serei destruído. Será o fim da minha vida.’ Então todos lhe diziam,Vai, força, deixa-te ir, podes fazê-lo’. Então ele pensava,Puki pu. Mas não posso dizer uma tal coisa!’ Mas no fim disse,Puki pu’ e os que estavam perto dele disseram, ‘O recebeste, o recebeste!’ e toda a multidão enlouqueceu. E prossegue dizendo,Foi verdadeiramente uma resposta inusual, e com essa inusual resposta eu fui cheio de Espírito Santo! Eu estou antes convencido que Avanzini não recebeu absolutamente nada nessa circunstância! Porque este é o típico testemunho de quem se iludiu de ter recebido o baptismo com o Espírito. E além disso, como no caso de Nancy Harmon, deve ser dito que proferir palavras incompreensíveis enquanto se fala com pessoas equivale a falar ao ar.

Rodney Howard-Browne, conhecido evangelista de origem sul-africana que se definiu ‘o barista do Espírito Santo,’ visto que Deus o teria escolhido para servir à Igreja a chamada bênção de Toronto, durante uma reunião pede a todos os que falam em línguas para levantar a mão; então diz, ‘Está bem, agora falai em línguas!’ Cerca de 30 segundos depois ele diz, ‘Parai!’ e prossegue: ‘Vós podeis falar em outras línguas, então podeis também rir, porque esse riso corre também ele do vosso ventre! Portanto agora ponde a vossa mão direita no vosso estômago e começai a deixar sair essa alegria do vosso ventre, da mesma maneira que vós deixais sair as línguas dele. Simplesmente libertai-vos, e começai a deixar sair essa alegria do vosso ventre!’ E então toda a assembleia começa a rir de maneira incontrolada e desordenada. Mas nunca leu o senhor Howard Browne: “Quando, pois, toda a igreja se reunir num mesmo lugar, se todos falarem em outras línguas, e entrarem estranhos ou incrédulos, não dirão porventura que estais loucos? ….. Se há quem fala em outra língua, sejam dois, ou quando muito três a fazê-lo; e cada um por sua vez, e haja alguém que interprete. Mas, se não houver intérprete, estejam calados na igreja, e falem para si mesmos, e para Deus” (1 Coríntios 14:23, 27-28)? E que o fruto do Espírito não é apenas alegria mas também temperança ou autocontrolo (cf. Gálatas 5:22)?

Rodney Browne diz rindo:Não importa o que as pessoas pensam’ e começa a falar em línguas com Kenneth Copeland (conhecido televangelista e pregador da prosperidade americano que é considerado um dos fundadores do Movimento da Palavra da Fé). Instaura-se entre os dois um discurso incompreensível, acompanhado por grandes gargalhadas. Tudo isto diante de uma assembleia excitada e divertida. Para estes dois pregadores não importa absolutamente nada se as pessoas dirão que estão loucos, mas sobretudo para estes não importa absolutamente nada o que diz a Palavra em relação ao falar em línguas.

Paul Crouch, fundador da TBN (Trinity Broadcasting Network) apresenta Dennis Bennett (1917-1991), um pastor Episcopaliano reconhecido como um dos pioneiros do Renovamento Carismático entre as denominações não pentecostais. Durante a discussão o pastor Bennett mostra o que deve fazer um crente para receber o baptismo com o Espírito Santo. Ele diz: ‘We need to release Him (The Holy Spirit), we have to let Him out. Just begin to offer Him sounds, just offer Him sounds, like a little child. Don’t pay any attention to how you feel or how you sound. Just do it.’ Nós devemos libertá-lo, devemos deixá-lo sair. Tens só que começar a oferecer-lhe sons, oferecer-lhe simplesmente sons como uma pequena criança. Não prestes nenhuma atenção a como te sentes ou aos sons que tu emites. Simplesmente faz assim’. Mas quando alguma vez os apóstolos exortavam os crentes a fazer isto? Não está porventura escrito que eles oravam sobre os crentes impondo-lhes as mãos para que recebessem o Espírito Santo, e que quando o Espírito descia sobre eles se punham a falar em línguas conforme o Espírito lhes concedia que falassem?

 

Índice